Nove Anos de Kazukuta Records

DJEFF

Nove Anos de Kazukuta Records

A editora de DJEFF, a Kazukuta Records, celebrou no passado dia 17 de Dezembro, os seus nove anos de existência. No passado Domingo, 20, marcou a data com uma festa no seu canal de YouTube. Afinal, falamos de nove anos de Kazukuta Records para rever e celebrar. 

A celebração, intitulada de Kazukuta Live Fest, certamente que teria que alinhar nomes que assinam pela Kazukuta Records, como Homeboyz, Helen Ting, Alpha, Meith, Conde, Breyth e, claro, DJEFF, numa festa com quase quatro horas de afro house, tech house, afro tech e muito mais. 

No alinhamento musical não podiam faltar novos temas de DJEFF, que lançou recentemente um novo álbum de originais intitulado “Enlightened Path”. Destaque para “Ocean” com June Freedom, um tema que espelha a herança soulful e tech sempre presente na música de DJEFF. Pelo set do patrão da Kazukuta Records passaram outros temas como o belíssimo “Ndimlona” de Lemon & Herb feat. Yallunder ou “A Feeling (Dub Mix)” de Dustin Nantas. 

Antes de tudo e desde 2011, data em que a Kazukuta nasceu, com DJEFF determinado a dar uma casa à música electrónica africana, em especial à angolana, que a editora muito contribuiu para a visibilidade dos produtores africanos e não só. Este ano lançou, entre outros, “Ven Pa Ka” dos Homeboyz, álbum de estreia de Meith “When Everything’s Gone” e o quarto álbum de estúdio de DJEFF “Enlightened Path”. 

Com a finalidade de saber mais sobre a Kazukuta, visita:

YouTube

Facebook

Soundcloud

Traxsource

Sobre o autor /

sonia.silvestre@gmail.com

Editora, de 2000 a 2011, da revista Dance Club. Durante mais de uma década escreveu e entrevistou muitos DJs e produtores de todos os géneros musicais, de Carl Cox, Erick Morillo, Todd Terry, David Guetta, a Dubfire, entre muitos outros. Escreveu para outras revistas e publicações, como a inglesa Musik. Em 2008 foi convidada para moderar o único painel sobre a cena electrónica portuguesa no Amsterdam Dance Event, o Focus On Portugal. Integrou a WDB Management, onde exerceu como Brand Manager até ao final de 2018. Durante este tempo participou na gestão de carreiras dos artistas no que toca à comunicação, promoção, gestão de patrocínios e a relação com as editoras. Fez parte da equipa em eventos como: a One Last Tour dos Swedish House Mafia em Lisboa; as duas datas do I Am Hardwell em Lisboa; o Mega Hits Kings Fest; e o RFM Somnii, de 2012 a 2018, entre outros. Em 2019 começou a trabalhar directamente com os artistas e é Manager.

Sem comentários.

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.